Últimas Notícias »

Votar

Caminhadas, visitas e conscientização marcam o Dia da Mulher

Caminhadas, visitas e conscientização marcam o Dia da MulherClique para Ampliar
 Diversas mulheres fumacenses participaram de uma grande caminhada pela Rua 20 de Maio em alusão do Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta sexta-feira, dia 8. Durante o ato, as participantes alertaram para a violência e exploração da mulher, enquanto outras visitavam o comércio para presentear aquelas que estavam no trabalho.
 
A mesma ação ocorrerá no distrito de Estação Cocal, a partir das 16h. Também nesta sexta-feira, às 13h30min, os departamentos de Agricultura e de Cultura, em parceria com a Secretaria do Sistema de Saúde, com a Epagri e com o Movimento de Mulheres Camponeses (MMC), promovem o Encontro de Mulheres Agricultoras, em Linha Frasson. “Ficamos muito felizes em ver a participação destas mulheres na caminhada, alertando para os números crescentes de violência doméstica e cada uma dando a sua contribuição para que isso acabe”, destaca a primeira-dama, Laine Coral.
 
A ação contou com a presença da presidente da Comissão de Combate à Violência Doméstica da Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OAB/SC), Patrícia Fileti. Criada recentemente, a comissão busca fiscalizar a efetiva aplicação da lei e conscientizar as mulheres quanto à importância em denunciar a violência contra amulher. “Ninguém merece este tipo de coisa. Peço que as mulheres que sofrem, ou conhecem alguém que é vítima, busquem ajuda, aqui em Morro da Fumaça tem o Creas, temos o 180. Que elas denunciem, resolvam a situação e amenizem o sofrimento”, fala Patrícia.
 
A advogada reforça que a violência vai muito além do físico. “Temos a agressão emocional. Têm mulheres que passam anos sendo maltratadas, na humilhação, chegam ao ponto de ter outras doenças em função disso. Queremos uma conscientização do homem também para que isso não aconteça mais. Lembramos que a violência contra amulher não é somente do marido contra a esposa, mas também de filhos, irmãos, cunhados, entre outros”, pontua.
 
Casos registrados em Morro da Fumaça
 
Conforme a Polícia Militar de Morro da Fumaça, 85 casos de violência doméstica foram registrados de 2017 até agora. Foram 30 em 2017, 49 em 2018 e seis em 2019. “Vivemos em uma cidade pequena e mesmo assim há muitos casos registrados, isso sem contar aquelas que não procuram as autoridades para fazer as denúncias. Por isso, em vez de fazer uma palestra, por exemplo, realizamos estas caminhadas para chamar atenção das mulheres para que elas consigam denunciar, pois muitas ainda têm medo”, pontua a primeira-dama. 
 
Desde esta quinta-feira, a equipe do Governo Municipal, formada pela Secretaria de Saúde, Departamento de Desenvolvimento Social, entre outros, realiza uma série de visitas a mulheres acamadas, levando um pouco de conforto e alegria. Além do Hospital de Caridade São Roque, os profissionais, comandados pela primeira-dama, Laine Coral, e pela vice-primeira-dama, Roberta Ghise Inocêncio, também fizeram visitas a domicílio. “Todas as mulheres estão de parabéns, não somente neste dia 8 de março, mas em todos os dias do ano. E reforçamos, denunciem a violência doméstica. Vamos contribuir com a diminuição destes números”, fala o prefeito Noi Coral.
 
Atendimentos na saúde
 
A caminhada no Centro da cidade partiu do Departamento de Assistência Social, onde as mulheres participaram de atividades físicas e terminou no Paço Municipal Prefeito Auzílio Frasson. No local, os profissionais da saúde aguardavam as participantes do ato com uma estrutura montada para oferecer testes rápidos, verificação de pressão, entre outros. “A nossa preocupação é que esta mensagem vá o mais longe possível para incentivar as mulheres a fazer as denúncias”, diz o vice-prefeito, Eduardo Sartor Guollo.
 
Projeto de Lei visa o combate ao feminicídio
 
Nesta semana, o prefeito Noi Coral encaminhou ao Legislativo, o projeto de Lei 016/2019, que busca instituir no calendário da cidade a Semana de Conscientização e Combate ao Feminicídio e à Violência Contra a Mulher, a ser realizado anualmente no mês de março em alusão ao Dia Internacional da Mulher. O Município propõe que as ações de prevenção e enfrentamento aos crimes contra as mulheres sejam intensificadas na semana em questão.
 
 

Enviar para Amigos | Comente | Imprimir

Fone


O que você espera para o ano de 2018


Olá já curtiu?